segunda-feira, 11 de agosto de 2014

10 Lugares assustadores #1

O que te deixa acordado de noite? O que faz sua espinha se contorcer, seus dedinhos tremerem e o coração quase sair pela boca? Fantasmas, filmes de terror, baratas, ratos, cobras? Então te aconselho a largar essa matéria por aqui mesmo.

O Zona 33 te mostra os lugares mais assustadores, horripilantes, temidos, macabros e horríveis do mundo. E o pior: são todos reais. Por isso respire fundo, abrace o coleguinha do lado ou chame sua mãe para ler com você e venha conferir os lugares mais creepy do mundo:

10. Prypiat
   Ucrânia
A cidadela de mais ou menos 50 mil habitantes ao lado de Chernobyl vivia normal e pacificamente. Mas, com a explosão da usina, em 1986, todos os moradores tiveram de evacuar a cidade às pressas, deixando tudo para trás. Até hoje é possível ver os vestígios de vida na cidade abandonada, como eletrodomésticos, roupas, quartos todos mobiliados e sinais da correria da evacuação.


09.  Ossuário de Sedlec
   República Tcheca

A pequena capela em Kutna Hora, a cerca de 80 km de Praga, contém os restos mortais de mais de 70 mil pessoas. A principal curiosidade do local é o jeito artístico no qual os ossos estão dispostos, como num lustre coberto de caveiras, criando um ambiente tensíssimo. Por que, meu Deus??



08.  Mercado de Bruxaria
   Sonora
Mais um lugar horripilante no México, Sonora tem um mercado bem pesado, um lugar onde você pode encontrar ingredientes dignos de um filme infantil de bruxas e feitiços: crânios humanos, beija-flores dissecados, língua de iguanas, sapos mortos (ou vivos), patas de animais e cabeças encolhidas. Ew!



07.  Ilhas Izu
   Japão
Esse arquipélago tem 20 ilhas, e é horripilante. Super fofas e bonitinhas, de longe. Mas, quando olhadas de perto, o cheiro de enxofre assusta de cara. As ilhas, como grande parte do Japão, estão em cima do encontro de placas tectônicas e estão cheias de atividade vulcânica.
Grande parte delas foi evacuada em 1953 e 2000. A população foi autorizada a voltar, mas foi aconselhada a carregar as máscaras de gás consigo todo o tempo, tornando o lugar bem complicado de imaginar uma vida feliz, especialmente à noite.


06.  Tuol Sleng
   Camboja
Esse lugar que já foi uma escola, abrigou também uma prisão nos anos 70. Estima-se que mais de 20 mil pessoas foram presas, torturadas e assassinadas durante o regime do Khmer Vermelho. Transformado em museu e situado em Pnom Penh, capital do Camboja, o lugar atrai centenas de turistas e tem fotografias da época das matanças, caveiras e instrumentos de tortura. Quem faz isso??





05. Penitenciária Estadual da Filadélfia
  

Criada em 1829, com imponentes paredes de castelo e torres de vigia, a Penitenciária Estadual Oriental (Eastern State), na Filadélfia, foi a primeira prisão a ter uma solitária. Presos ficavam sozinhos, comiam sozinhos e até os exercícios eram feitos individualmente. Eastern State foi acusada de ter causado doença mental entre os seus prisioneiros. Ela funcionou como uma prisão de 1913 até ao seu fechamento em 1970, e abrigou criminosos famosos, como Al Capone. Desde quando foi desativada, a penitenciária passou a receber visitação pública e se transformou em um museu. Desde então, tem se ouvido histórias sobre sons vindos das celas, barulhos estranhos e solitários lamentos de frio nos escuros corredores. A cela número 12 é famosa por uma risada assombrosa e a torre de guardas acumula relatos de aparições de uma figura sombria que vigia a prisão durante as noites.


04. Ilha das Bonecas
   México
Nem o país da tequila escapa de uma história bizarra, escondendo uma ilha horripilante, localizada ao sul da ilustre Cidade do México. Em meados de 1951, uma menina brincava no local e morreu afogada, tentando capturar sua boneca que havia caído no lago. Triste, não? Alguns moradores juravam que ouviam o choro da pobre garotinha durante o dia todo, e isso fez com que um vizinho, Don Julian Santa Ana Barrera, tivesse uma ideia bem estranha: o cara começou a recolher bonecas — doadas por habitantes da cidade — e passou a pendurá-las nas árvores perto do lago em que a tragédia aconteceu.
Pois é, mas o intrigante é que Julian morreu afogado no mesmo lugar que a menina, isso em 2001. Apenas coincidência?


03.  Catacumbas de Paris
   na França
Conhecido como o “Império da Morte”, esse lugar faz muita fama no turismo francês, abrigando ossadas de mais de sete milhões de pessoas que formam túneis quase que infinitos, cortando praticamente todo o subsolo da capital francesa.
Contudo, somente um pequeno trecho é aberto ao público geral. Logo na entrada, você se depara com uma placa, onde está escrito “Pare! Este é o Império da Morte”. Fica a dúvida: por que podemos visitar apenas um pedaço do local?


02.  Hashima
   Japão
Perto de Nagasaki, Hashima faz parte de um arquipélago de 505 ilhas que, entre 1887 e 1974, foi uma habitada por muitos mineradores de carvão e suas famílias. Lá foi construído o primeiro edifício de concreto de largas proporções do Japão. Mas, com a substituição do carvão por petróleo no Japão durante a década de 1960, as minas de extração do mineral começaram a ser fechadas por todo o país e Hashima não foi diferente.
Hoje em dia ela está completamente abandonada. É uma cidade-ilha fantasma, prontinha para viver, com apartamentos, casas e construções, além dos móveis e utensílios que não valeriam a pena ser levados pelos moradores da ilha na época, mas sem uma alma viva.


01.  Castelo de Bran
  
Os vampiros não nasceram lá, mas o mais famoso deles sim. O escritor Bram Stocker baseou seu personagem, o Conde Drácula, no perverso Vlad Dracul Tepes, príncipe e líder guerreiro que no século 15 lutou pela ordem dos Cavaleiros do Dragão ao lado dos cristãos e contra os turcos. Entre as inúmeras barbaridades que teria cometido estariam empalar os inimigos e beber o sangue deles. O castelo tem cerca de dois mil anos e está localizado na Transilvânia, região atualmente localizada na Romênia. O Castelo de Bran é cercado de mistérios sobre passagens secretas e acontecimentos espirituais. Acredita-se que Vlad o Empalador tenha se transformado num vampiro, mas o que mais assusta são as atrocidades cometidas por ele enquanto era humano... se é que ele foi humano um dia.





Compartilhe no Facebook Compartilhe no Tweeter Compartilhe no Google+ Inscreva-se no nosso Feed Voltar ao Início Image Map

Comente com o Facebook: