domingo, 8 de junho de 2014

5 Categorias de fantasmas

O pesquisador paranormal Joshua P. Warren em seu livro Como caçar fantasmas, relata 5 categorias de fantasmas, e com base em uma série de posts bacanas do assombrado, eu criei esse especial. Confiram.


05.  Entidades
  
fantasmas, categorias, assombrações, impressões, distorções, medo, terror
Entidades são a categoria de fantasmas que tem consciência e interagem com o meio. Geralmente de pessoas que já se foram, partindo do princípio que somos um corpo físico que armazena um corpo energético, uma consciência, algo que não morre, o "eu" essencial. Sendo assim a casca (corpo físico) uma hora "estraga" e se decompõe, mas nós continuamos por aí, sem essa casca, em forma de energia, de consciência.
Sendo assim, as entidades tem consciência, tem inteligência, são aquelas que respondem quando perguntamos "Tem alguém aí?", aquelas que fazem coisas de propósito, boas ou ruins.

Mas por que uma entidade fica por aqui, no plano físico, em vez de ir para "o outro lado"?
Mais uma vez, tente olhar para as entidades como seres humanos sem o corpo físico. Não sabemos se existe um "lado de lá", um céu ou um inferno, isso entra mais na parte religiosa, aqui vamos tentar pensar de maneira lógica. Se por exemplo uma pessoa morre jovem, de forma violenta, provavelmente essa pessoa vai continuar por aqui em forma de "fantasma", entrando na categoria de "Negócios Inacabados".
fantasmas, categorias, assombrações, impressões, distorções, medo, terror
Fantasmas de animais são
constantemente vistos em diversos
ambientes.
Pense em você, sendo jovem e de repente se vendo "morto", deixando seus pais totalmente angustiados e tristes, seu sonho de ir para a faculdade, sua namorada, seus amigos que estavam combinando aquela festa de fim de ano... O que você faria?
E se quem morre era viciado em cigarro, bebidas alcoólicas ou drogas? Ele morre e tudo simplesmente desaparece? Ou, como dissemos, o que morre é apenas o corpo físico, a mente, os vícios, comportamentos bons ou ruins continuam como antes? Sendo assim, um viciado continuará viciado e continuará frequentando os lugares onde existe consumo de álcool, cigarro, drogas...
Outro caso comum é o apego material, pessoas com posses que morrem e não querem deixar suas mansões e fortunas para trás. Elas permanecem em suas casas e se irritam muito se algum "intruso" começa a morar na casa que "é" sua e ainda promove reformas nessa casa.

fantasmas, categorias, assombrações, impressões, distorções, medo, terror
Esta seria uma fotografia tirada durante uma investigação na
casa em Amityville. A criança que aparece na foto parece ser
um dos irmãos assassinados na casa. Esse seria um exemplo
de Entidade. Pois ele observa quem tira a foto, parece surgir
curioso na porta. Devido às circunstâncias de sua morte, 
não é surpresa que o espírito da criança fique perdido 
do "lado de cá".
Tudo isso se dá à confusão na mente da pessoa que morreu, ela meio que percebe que não acabou, ela, de certa forma continua viva, portanto quer continuar na sua casa, frequentando seu barzinho favorito etc. Lugares onde ela está familiarizada e se sente segura. Por isso muitas vezes a luz do seu abajur amanhece acesa, quando você a deixou apagada, ou talheres se movem sozinhos na cozinha...
Existem aqueles que permanecem ligados a uma pessoa. O marido ciumento que morreu e agora não quer ir embora para ficar ao lado da esposa, observando-a o tempo todo. A criança que não quer ficar sem os pais (e por diversas vezes acaba se apegando a um morador que lhe passe a impressão de uma figura materna, por exemplo). Ou ainda fantasmas que buscam vingança, aqueles que foram assassinados e permanecem atormentando o seu assassino, muitas vezes levando-os à loucura.
Outros espíritos permanecem por simplesmente acharem que ainda estão vivos. Não percebem que morreram. Isso é muito bem ilustrado no filme O Sexto Sentido, de 1999. Essas pessoas (entidades) continuam indo trabalhar, continuam com suas tarefas domésticas... continuam achando que estão vivas no plano físico.

Hilary Evans e Patrick Huyghe, em The Field Guide to Ghosts and Other Apparitions dividem ainda as entidades em 3 tipos:

Fantasmas do Passado são aqueles a que estamos mais familiarizados. Geralmente quando pensamos em entidades pensamos nesse tipo de fantasma. Pode ser um espírito que está adiando seguir em frente, ou que deseja realizar alguns objetivos rápidos - acertar algumas pendências - antes de deixar o plano físico. É diferente da assombração, um fantasma que permanece no plano físico por décadas, séculos ou até por mais tempo.

Pessoas que conseguem se desprender
do corpo físico podem ser vistas como
fantasmas de pessoas vivas.
Fantasmas do Presente  são aqueles fantasmas de pessoas vivas. Isso mesmo. Casos onde uma pessoa consegue projetar seu corpo etéreo (viagem astral) e alguém acaba visualizando esse "fantasma". Ou ainda quando um ente querido está em perigo ou em estado debilitante e acaba aparecendo por alguns segundos para algum parente. A pessoa está viva, mas é possível ver de forma bem rápida sua imagem. Há também casos em que um "duplo fantasma" aparece, ou um doppelganger. Há quem relate ter visto, por alguns segundos, um amigo ou parente passando por perto, e depois se dar conta de que essa pessoa estava em outro lugar no momento da aparição, ou ainda pessoas que cruzaram com elas mesmas na rua. Esses são casos de Fantasmas do Presente.

Fantasmas do Futuro podem também 
ser chamados de "arautos". Geralmente 
vem avisar de acontecimentos futuros.
Fantasmas do Futuro, como os fantasmas do presente, essas entidades costumam aparecer apenas uma vez. Geralmente trazem alguma mensagem do futuro, um aviso, e são conhecidos como arautos. Existem casos onde funcionários de asilos de idosos relatam ver bem em frente alguém prestes a falecer uma figura alta vestida de preto (como o anjo da morte), ou ainda espectros alados planando silenciosamente pelo corredor em direção ao quarto de um paciente. Esse tipo de Fantasma pode também impedir a morte, como em um caso onde o casal dormia durante a madrugada e o homem foi acordado pelo espírito de seu pai já falecido, dizendo à ele para se levantar e partir imediatamente com sua esposa. Então o homem logo percebeu que sua casa estava em chamas! E se não fosse o aviso de seu pai, eles provavelmente teriam morrido. Um caso curioso onde um Fantasma do Passado (o pai que já havia morrido) veio avisar de uma tragédia futura.



Entidades Não-Humanas
Não podemos esquecer que parece haver também as "entidades não humanas" que seriam os demônios, anjos, elementais, djins, entre outros. São seres que não são humanos, porém estão por aí no mundo "invisível", normalmente causando danos às pessoas. São mais perigosos e mais difíceis de lidar.

Portanto, aproximadamente 60% a 70% das atividades fantasmagóricas é produto de uma entidade.

Características de uma Entidade:
1. São seres conscientes
2. São normalmente humanos ou animais que morreram
3. Com frequência usam o ambiente elétrico para se manifestar
4. Podem criar tanto experiências objetivas quanto subjetivas
5. Podem vir do passado, presente ou futuro



04.  Impressões
  
fantasmas, categorias, assombrações, impressões, distorções, medo, terror
As entidades são normalmente algum vestígio de uma criatura viva. Mas e quanto a fantasmas de objetos inanimados? Um exemplo clássico é o fantasma do Holandês Voador, aquele navio fantasma. A embarcação é vista até hoje! E na maioria das vezes traz mau agouro a quem a vê.
Um barco não é algo vivo, algo que interage com você. Por que então essas aparições sempre são vistas na mesma área e sob as mesmas condições, navegando sempre da mesma maneira?
Alguns fantasmas não parecem conscientes. Eles passam por nós e parecem nos ignorar, sempre agindo da mesma maneira, quase como um filme que fica se repetindo. Na prática, um fantasma tipo "Impressão" não é muito diferente disso mesmo. Eles não são espontâneos, não aparecem quando chamamos ou evocamos, eles não interagem.

Um exemplo: "Em uma casa ocorreu um brutal assassinato na suíte do casal, onde o marido subiu as escadas enfurecido, entrou no quarto e matou a esposa a facadas. Ela chorava muito, gritava e implorava para ele não fazer aquilo. Era uma noite muito fria, chovia muito com relâmpagos e trovões". Pois bem, décadas depois essa casa é habitada por uma nova família e algumas vezes eles escutam uma mulher chorando no quarto do casal. Outras vezes vêem sempre o mesmo homem subindo as escadas com semblante raivoso, passa por eles e entra sempre no quarto do casal. Por que sempre o mesmo homem fazendo sempre a mesma coisa? Por que sempre uma mulher chorando e implorando no mesmo quarto?
Esse tipo de evento, geralmente algo de muito impacto emocional como um assassinato, um suicídio, uma agressão, uma pessoa muito depressiva que vivia no local... eventos assim parecem "marcar" o ambiente, como uma fotografia "queima" o filme e fica ali registrada, esses acontecimentos ficariam de alguma forma impressos no ambiente, daí o nome Impressão. Alguns especialistas também chamam de "assombração de memória do lugar" ou "assombração residual do lugar".
Essas assombrações podem ser ouvidas, vistas e às vezes até sentida! Se a impressão for muito forte no local ela pode chegar a tocar de alguma forma em você. Então, não é legal ficar no caminho. Mas como disse, elas não vem a qualquer momento, parecem necessitar que as condições no ambiente propiciem o aparecimento. Usando o exemplo que dei acima, o homem subindo as escadas e a mulher chorando podem ser vistos apenas em condições onde o tempo esteja com relâmpagos, durante a noite, muito frio... condições essas que estavam presentes no momento do assassinato. Existem também as "impressões de aniversário" que são aquelas que acontecem apenas em umas época do ano.
fantasmas, categorias, assombrações, impressões, distorções, medo, terror
Muitas vezes são ouvidos/vistos rodas de escravos e
batuques em antigas fazendas ou em alguns terrenos. Essas
poderiam ser Impressões de coisas que aconteciam ali.
Outro exemplo de impressão é ouvir índios batendo tambor em um campo aberto, ou ainda escutar batuques e cantoria de escravos no quintal de uma fazenda. Isso pode ser uma impressão no local. Algo que aconteceu um dia ali, mas que por algum motivo sempre se repete. A Guerra Civil Americana também é um bom exemplo, muita gente ainda observa em terrenos onde eram campos de batalha, pequenas tropas marchando, carregando bandeiras e segundos depois ela desaparece. Uma guerra sem dúvida causa um impacto emocional forte nas pessoas que lutaram nela, por isso alguns momentos ficam impressos no ambiente. Aqui vai um vídeo de um grupo de investigação paranormal (Ghost Lab) onde conseguiram gravar uma tropa marchando em Gettysburg, Pensilvânia.

O investigador está contando que eles passavam pelo antigo campo de batalha em Gettysburg, um ponto turístico hoje em dia, quando de repente olhou para o lado e viu uma pequena tropa marchando com bandeiras, como na Guerra Civil. Imediatamente ele pegou a câmera e começou a filmar. Mas ele queria chegar mais perto e em segundos de distração para melhor posicionar a câmera, quando voltou a filmar o local tudo havia sumido... Não havia mais tropa marchando nem nada no local. Não havia visitantes no local para dizer que era uma encenação teatral, e se fosse, como poderiam ter desaparecido totalmente em poucos segundos? É uma das filmagens mais interessantes que já vi! E pode se tratar de uma Impressão no local.

Um caso interessante ocorreu em uma fazenda onde viveram escravos. O atual dono da fazenda contou que certo dia ele estava almoçando uma marmita sentado à grande mesa na sala de jantar dessa fazenda e quando olhou do seu lado, havia um homem negro muito alto e muito forte, apenas parado, olhando para a frente. O Sr. dono da fazenda, na sua inocência o convidou para se sentar e almoçar com ele, mas não houve reação nenhuma por parte do tal homem, o Sr. o convidou um total de 3 vezes, mas o homem em pé ao seu lado assim permaneceu até sumir do nada. Ele provavelmente pode ter presenciado uma impressão de algum escravo empregado da fazenda que servia a mesa do seu senhor, seu trabalho era servir e ficar ali em pé à disposição do seu Sr. Além disso ele não interagiu com o dono da fazenda que conversou com ele.

fantasmas, categorias, assombrações, impressões, distorções, medo, terror
Walter Gibson
Um caso famoso é do escritor Walter Gibson. Usando o pseudônimo de Maxwell Grant ele é mais conhecido por sua série de quadrinhos dos anos 30, O Sombra, o herói foi interpretado no cinema por Alec Baldwin no filme homônimo de 1994. Gibson foi um homem muito intenso e com um senso de concentração impressionante. Ele escreveu 283 livros do Sombra e podia escrever um romance inteiro em menos de uma semana. Por um período ele se isolou em um chalé em Greenwich Village e desenvolveu um número extraordinário de livros em apenas alguns meses. Durante esse período, ele gastava uma quantidade incrível de energia imaginando seus personagens em detalhes vívidos. Futuros moradores do chalé afirmavam que o local era assombrado pelos personagens. Eles olhavam para um corredor e viam o Sombra virar em um canto, sua capa ondulando, ou assistiam a um vilão fugindo. Era como se os pensamentos de Gibson ao criar os personagens tivessem sido tão intensos que eles acabaram ficando impressos no ambiente assumindo algum tipo de "vida". Será que ele criara Formas de Pensamento? (um tulpa).

Então, se uma atividade fantasmagórica é imprevisível, errática, espontânea e interativa, ela é provavelmente o trabalho de uma entidade consciente. Se é previsível, redundante e não reage a observadores e mudanças no ambiente, ela é provavelmente uma impressão.

Características de uma Impressão:
1. Não são conscientes
2. Podem aparecer como humanos, animais, plantas ou objetos inanimados
3. Não mostram interação com observadores
4. Repetem-se de maneira idêntica todas as vezes
5. Permanecem no mesmo local
6. Com frequência usam o ambiente elétrico para se manifestar
7. Podem criar tanto experiências objetivas quanto subjetivas



03.  Distorções
  
fantasmas, categorias, assombrações, impressões, distorções, medo, terror
Esse é um tipo complexo e raro de atividade fantasmagórica. São casos onde o próprio local parece ser a fonte das atividades. Há lugares na Terra onde as leis da física parecem ser distorcidas, e a realidade algumas vezes se comporta de maneiras não familiares, criando efeitos fantasmagóricos. Esse tipo de local é o que chamamos de Distorção. Um dos mais famosos é o Triângulo das Bermudas.
Desde 1900 mais de mil pessoas desapareceram sobre as águas entre as Bermudas, Flórida e Porto Rico. Sem contar o caso dos 5 aviões da marinha que desapareceram ao mesmo tempo em 5 de dezembro de 1945. Um pedido de socorro foi enviado pelo líder:
"Não podemos avistar a terra... tudo está errado... estranho. Não podemos ter certeza de nossa posição. Parecemos estar perdidos. Até o mar não se mostra como deveria". 
O contato foi então perdido e enviaram um avião de resgate logo em seguida. Ele também desapareceu prontamente. Nenhum traço dos seis aviões foi encontrado até hoje. Pilotos ainda reportam interferência nos rádios, bússolas desgovernadas, avistamentos de bolas de luz e por aí vai... São frequentes os relatos de fantasmas na área, incluindo aparições, impressões e "deslizamentos temporais".
fantasmas, categorias, assombrações, impressões, distorções, medo, terror

Um exemplo bem interessante de Deslizamento Temporal é o seguinte: Nos anos 80, Rick Stratton, um jovem de 20 anos e seu amigo alugaram um chalé no interior na Nova Inglaterra. A casa era isolada e fora construída por colonos morávios no século XIX. Nunca presenciou nada de estranho até certa noite... Ao entrar na cozinha para pegar uma bebida, Rick foi surpreendido por uma visão aterradora: A cozinha não era mais a sua, e sim uma cozinha mais antiga, e o mais estranho, havia um homem idoso sentado à mesa comendo e uma mulher também idosa parada em frente à pia. Ambos usavam roupas antigas. O homem e a mulher olharam para Rick espantados, como se estivessem vendo um fantasma, todos ficaram sem fala e segundos depois tudo voltou ao normal e Rick podia ver novamente sua cozinha.
Esse não é um simples caso de uma entidade ou impressão, a cozinha toda estava diferente e o casal de idosos olhou para o moço, conscientes do seu observador e reagindo à sua presença. Isso é um Deslizamento Temporal, onde dois momentos no tempo, um no século XIX e outro no século XX deslizaram e se combinaram por um curto período, uma espécie de lapso de tempo. Tal fenômeno pode ocorrer no local de uma Distorção.

As Distorções são lugares onde a realidade se comporta de maneira anômala. Elas podem distorcer todas as suas ideias sobre como a realidade funciona. O que é em cima pode passar a ser embaixo, o dentro pode virar fora. O tempo para, se inverte, corre pra frente, ou não tem nenhuma senso de direção. Você pode ter alucinações, ou descobrir que o ambiente ao seu redor mudou por um período imensurável (Tipo Silent Hill???).
As Distorções são ainda cheias de entidades, talvez por distorcerem o espaço/tempo elas consigam criar portais naturais. Assim, fica fácil uma entidade se materializar e passar "do lado de lá, pro lado de cá".
Não é fácil encontrar uma Distorção forte, mas se encontrar, você terá material de pesquisa para uma vida inteira! Acredita-se que locais sagrados sejam distorções, especialmente aqueles escolhidos por antigos celtas e egípcios. Alguns dizem que as pirâmides, por exemplo, foram feitas para criar distorções. Como muitos sabem, à elas e à natureza de seu projeto são atribuídos "poderes" variados.
Provavelmente já ouviram falar também de buracos negros. Sabe-se que dentro deles existe um ponto chamado de "singularidade". É o ponto no qual as leis da ciência falham e não podem ser aplicadas... Será então que algumas vezes algum tipo de fenômeno limitado semelhante a uma "singularidade" possa existir em alguns lugares na Terra, causando assim pontos de Distorção...???
Então... uma Distorção é um lugar que pode essencialmente turvar as distinções de passado, presente e futuro. Portanto, quando você encontrar uma delas, esteja preparado para tudo!

Distorções são:
1. Áreas onde as leis convencionais da física podem falhar.
2. Lugares onde o tempo linear nem sempre se aplica.
3. Locais infestados com entidades, impressões e uma porção de outras atividades paranormais.
4. Áreas imprevisíveis que podem distorcer as percepções além do entendimento da lógica.



02.  Poltergeist
  
fantasmas, categorias, assombrações, impressões, distorções, medo, terror
Poltergeist. Essa palavra ficou bem conhecida por causa do filme homônimo de 1982, a origem dessa palavra é alemã e significa "Fantasma Barulhento" (polter = barulhento / geist = fantasma), isso porque suas manifestações são sempre barulhentas, repleta de portas batendo, talheres caindo, copos quebrando etc. Porém, com o tempo, esse significado mudou...
Esse fenômeno era atribuído à espíritos travessos, que gostavam de assustar as vítimas piscando as luzes da casa, movendo objetos, abrindo e fechando portas de armários e toda a bagunça de que se tem direito. Os poltergeists também eram considerados os mais cruéis dos fantasmas, pois gostavam de ver o espanto e o medo das pessoas. Mas entre o começo e meio do século XX, pesquisadores do paranormal começaram a perceber algumas coisas estranhas em relação à esse tipo de atividade:

A. Embora a atividade fosse intensa e parecesse que uma entidade estivesse causando tudo, essa "entidade" nunca era vista;
B. Diferente da assombração tradicional, o fenômeno era sempre temporário, durando apenas alguns dias ou poucos meses;
C. O Fenômeno parecia centrar-se em um indivíduo específico, chamado de "agente";
D. Na maioria dos casos, o "agente" era uma garota adolescente.

Essas evidências levaram os pesquisadores a desenvolver novas teorias em relação à Atividade Poltergeist.

Por que adolescentes? E ainda meninas...
fantasmas, categorias, assombrações, impressões, distorções, medo, terror
As atividades Poltergeist são mais
comumente encontradas em locais
onde residem meninas na fase da
adolescência.
Garotas passam por mudanças hormonais extremas durante a adolescência e por isso gastam muita energia emocional. Toda essa turbulência física e emocional parece facilitar um outro fenômeno psíquico: a telecinese (capacidade de controlar diretamente o ambiente com o pensamento), que pode ser uma capacidade humana reprimida. Sendo assim, essas adolescentes estariam lançando, inconscientemente, rajadas de energia telecinética no ambiente, liberando suas frustrações, medos e anseios contidos. Elas mesmas podem nem perceber que estão causando isso tudo, e passado o período dessas mudanças hormonais, tudo voltaria ao normal. Outra possibilidade seria que uma certa entidade "usasse" dessa energia em excesso da garota para gerar tais fenômenos, e quando essa energia acabava (passava o pico hormonal), a entidade ficaria igualmente sem força e a atividade cessaria.

fantasmas, categorias, assombrações, impressões, distorções, medo, terror
Toda essa turbulência física  e emocional 
parece facilitar um outro fenômeno 
psíquico: a telecinese, que pode ser 
uma capacidade  humana reprimida.
Então, para dizermos que o que existe no local é uma ATIVIDADE POLTERGEIST, ela dependerá de um ou mais indivíduos específicos ("agentes") para ocorrer. Ou seja, se uma casa é  assombrada por uma Entidade, podemos montar o equipamento de pesquisa nessa casa (câmeras, gravadores, detectores de movimento etc) e mesmo ela estando vazia, sem seus moradores, ainda assim seria possível captar atividades. Da mesma forma, é possível captar Impressões em um local vazio, sem pessoas por perto e o mesmo pode ser dito da maioria das Distorções. Porém, uma atividade poltergeist é primariamente dependente de um "agente", da presença física dele. Sendo assim, essa é a única categoria fantasmagórica dependente da presença humana para acontecer.

O "Agente"
fantasmas, categorias, assombrações, impressões, distorções, medo, terror
Diferente de quando uma Entidade age, o poltergeist 
não atua de forma sutil, ele é intenso, vai fazer o objeto 
voar violentamente contra uma parede ou contra 
uma pessoa.
As atividades poltergeist são mesmo mais comuns na presença de mulheres na fase da puberdade/adolescência/juventude, porém, existem casos de atividade poltergeist que acompanha a pessoa por toda sua vida. Como se fosse um "dom" psíquico que a pessoa carrega. A mulher (pode também ocorrer com homens, mas é mais raro) muitas vezes não se dá conta de que ela está gerando toda aquela atividade que geralmente é intensa. Diferente de quando uma Entidade age, o poltergeist não atua de forma sutil. Uma Entidade pode fazer com que objetos desapareçam de um lugar e apareçam em outro, e dificilmente você vê isso acontecendo, é sutil. Já um poltergeist é intenso, vai fazer o objeto voar violentamente contra uma parede ou contra uma pessoa. E essas coisas acabam sempre acontecendo ao redor desse "agente".

Seja o que for que crie o fenômeno poltergeist, ele é dependente da utilização de energia. O mecanismo pelo qual ocorre ainda é desconhecido, mas o processo de extrair energia parece afetar o corpo e a mente do "agente" que pode ser uma pessoa instável, flutuando de uma personalidade gentil e cortês para uma rude e desatenciosa. A mente do agente acaba ficando turvada ou desencaminhada pela atividade.
No fundo, é um fenômeno difícil de presenciar e de estudar, pois dura pouco tempo e geralmente seu "agente" se estressa com facilidade e está fragilizado. Um melhor entendimento desses casos deve levar a uma compreensão mais profunda da psique humana e seu relacionamento com o ambiente físico.

Atividade Poltergeist:
1. É dependente da presença de um indivíduo ou de indivíduos específicos.
2. Normalmente tem maior impacto sobre objetos físicos.
3. Costuma ser temporária.



01.  Naturais
  
fantasmas, categorias, assombrações, impressões, distorções, medo, terror
Antigamente muitas coisas "estranhas" que aconteciam, eram tidas como fantasmagóricas; coisas porém que com o passar das décadas foram sendo explicadas pela ciência. Um bom exemplo disso é o Fogo Fátuo. Trata-se de uma luz azulada/esverdeada geralmente vista em pântanos, brejos e cemitérios. É o resultado da inflamação espontânea do gás fosfina, proveniente da decomposição de seres vivos como plantas e animais (ou corpos humanos) que estejam no solo daquele local. Para quem não conhece essa explicação, ao avistar uma bola de fogo que surge no chão de uma hora para outra e logo em seguida desaparece, não teria outra explicação a não ser um "fantasma", embora saibamos que tudo não passa de um fenômeno Natural. Os avistamentos dessas "bolas de fogo" são comumente relatados dentro de cemitérios, onde o fogo "corre atrás" das pessoas. Imagina você dentro de um cemitério à noite e do nada surge uma bola de fogo no chão bem atrás de você, e quando você se assusta e corre, essa bola te segue por alguns instantes até desaparecer? Na verdade a bola de fogo, ou o Fogo Fátuo, não "segue" a pessoa, ela simplesmente é deslocada pelo ar quando a pessoa corre (igual um Buscapé). Sendo assim, esse é um exemplo de um fenômeno natural que pode ser confundido com um fenômeno sobrenatural.

Outro fenômeno parecido é o Raio Globular: Um raio ou relâmpago globular que consiste numa descarga elétrica luminosa em forma circular. O fenômeno ainda não foi totalmente explicado pela ciência, mas sabe-se que a descarga tem origem na atmosfera, eventualmente desprendendo-se de uma nuvem, atingindo depois o solo e desaparecendo em poucos instantes. É um fenômeno natural que é por vezes identificado como um Objeto Voador Não Identificado, consistindo geralmente num círculo de plasma ou gás ionizado. (...)
Fonte: Wikipedia

relâmpago globular
Ilustração de Raio Globular invadindo residência. Um
fenômeno Natural que é muitas vezes confundido com algo
sobrenatural (OVNIS e fantasmas).
Alguns fenômenos porém ainda não tem uma explicação científica, mas não deixam de ser Naturais, causados por algo natural e não fantasmagórico.
Então, um Fenômeno Natural, ou simplesmente um Natural, é um fenômeno raro que parece causado por fantasmas, mas na verdade é criado por alguma propriedade cientificamente desconhecida da natureza atual. Diz-se atual pois segundo a definição, uma atividade de fantasmas é um resquício paranormal de algo separado de sua manifestação original, algo que um dia já esteve lá, algo que um dia aconteceu, algo que um dia viveu ali, ou seja, normalmente significando "do passado". Já um Natural é completamente do tempo atual, presente.
Naturais são de grande importância. Eles definem a "atividade fantasmagórica" que não é, na verdade, produto de um fantasma. São agrupados como "atividades fantasmagóricas" porque, à primeira vista, é o que parecem ser. Portanto, é preciso muita cautela antes de afirmar com certeza se aquela atividade é realmente fruto de um fantasma ou se é apenas um fenômeno natural. As vezes a tontura e o desconforto que uma pessoa sente dentro de casa não é fruto da obsessão de uma entidade e sim fruto de um vazamento de gás dentro de casa, ou ainda de um forte campo eletromagnético causado por antenas instaladas em terreno próximo à casa da pessoa.
Hoje, muitos cientistas riem da ideia de um fenômeno espiritual. Isso porque a humanidade deu muitos alarmes falsos, chamando algo de espiritual quando não era. Um homem das cavernas, por exemplo, poderia avistar um avião ou uma televisão e descrever como sendo algo sobrenatural.

Mas como saber a diferença entre um fantasma - algo que não entendo completamente - e uma propriedade natural desconhecida, outra coisa que não entendo?
Para isso é preciso saber reconhecer como propriedades e leis naturais costumam funcionar. Isso leva tempo e exige muito estudo. Você vai precisar observar atentamente (e várias vezes), experimentar, estudar, diferenciar. Apenas podendo dizer se aquilo é realmente uma atividade sobrenatural após descartar todas as reais possibilidades de ser algo natural, mesmo que esse fenômeno natural não seja completamente explicado pela ciência, ainda.
Portanto, ao observar um fenômeno desconhecido, certifique-se de estar atento a padrões de atividade e registre o que acontece. Você pode, com o tempo, concluir que está observando algum processo raro da natureza, mas não necessariamente uma atividade que se encaixa na definição de um fantasma.

Um Natural é um fenômeno raro que parece fantasmagórico, mas na verdade é criado por alguma propriedade científica desconhecida da natureza atual.

[1], [2], [3], [4], [5]





Compartilhe no Facebook Compartilhe no Tweeter Compartilhe no Google+ Inscreva-se no nosso Feed Voltar ao Início Image Map

Comente com o Facebook: