segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

7 Casos de canibalismo humano

O canibalismo é um tabu de extremas controvérsias. Não é apenas a carne humana, o sangue, dentre outras partes do corpo, que estão em evidência em determinadas discussões. Existe também um determinado ''especicismo'', um etnocentrismo e várias outras formas de pensamento, mas isso depende de certas questões. São diversas as razões pelas quais os seres humanos participam dessa prática. Para fins culturais, para a sobrevivência ou até mesmo para o prazer. Confira 7 casos de canibalismo humano;




07.  Alferd Packer
  
canibalismo, canibal
Packer foi um americano condenado por canibalismo. No inverno de 9 de fevereiro de 1874, ele saiu acompanhado de cinco pessoas para uma expedição nas montanhas do Colorado. Dois meses mais tarde, Packer retornou da expedição sozinho. Quando foi questionado sobre paradeiro de seus acompanhantes, Packer disse que havia matado-os em auto-defesa e foi forçado a comer os restos a fim de sobreviver nas montanhas. Sua história não foi eficaz,e mais tarde ele fez confissões diferentes sobre o incidente.

Foi dado a Packer uma sentença de 40 anos, na época a mais longa sentença comunal da história dos Estados Unidos,embora ainda tenha permanecido uma grande dúvida sobre sua verdadeira inocência.



06.  R.U.F.
   Frente Revolucionária Unida
canibalismo, canibal
A Frente Revolucionária Unida (RUF) era um grupo revolucionário que lutou em Serra Leoa (África Ocidental). Até o final de 1990 eles estavam submersos em uma campanha sangrenta para derrubar o governo central. Este grupo aterrorizou Serra Leoa controlando as minas de diamante e, ajudados por facções da Frente Patriótica Nacional da Libéria,eles cometeram  atrocidades terríveis que incluíram forçar as crianças a se tornarem soldados, amputações de membros e de canibalismo de inimigos, incluindo soldados. Seus motivos para comer, se baseavam no recebimento da  "força" de seus inimigos. Comer carne humana era uma forte ferramenta de intimidação. O número exato de vítimas é desconhecido.



05.  Maori
  
canibalismo, canibal, canibais
Os Maoris foram os primeiros colonos da Nova Zelândia - que chegaram muitos séculos antes dos europeus. Sua cultura remonta o início da era moderna. Eles haviam sido conhecidos por suas práticas de canibalismo durante conflitos com europeus. Em outubro de 1809 um navio europeu foi atacado por um grande grupo de guerreiros Maori, em vingança pelos maus tratos de um jovem Maori. Os Maoris mataram a maioria das 66 pessoas a bordo e levaram as vítimas mortas e as vivas para serem comidas na praia*. Os poucos sobreviventes que foram capazes de encontrar um esconderijo dentro do barco,ficaram horrorizados quando viram os Maoris devorarem seus companheiros durante a noite até a manhã seguinte.


*O canibalismo entre os nativos podem derivar não só de práticas ritualísticas,mas também de tensões psicológicas vividas em situações de contato violento: "a raiva pode produzir uma reação canibal, mas a reação canibal não é prova de que essas pessoas eram canibais''. [Obeyesekere].



04.  Armin Meiwes
  
canibalismo, canibal, canibais
Segundo algumas pessoas próximas, Meiwes era um indivíduo calmo e até mesmo depravado. Em 2001,com o nick ''antropófago'', ele publicou um anúncio em um site na internet,Cannibal Cafe (Ver conversa original), que dizia estar atrás de alguém (18 - 30 anos) que aceitasse ser assassinado e consumido.
Inacreditavelmente Meiwes recebeu uma resposta séria de um participante voluntário. Os dois homens encontraram-se no dia de Natal e passaram a praticar o ato canibal  e filmá-lo. Meiwes conseguiu congelar 20 quilos de carne, o que lhe permitiu fazer refeições regadas a vinho por alguns meses.

Ele disse a respeito da carne humana:
“semelhante ao da carne de porco, um pouco mais amarga e mais forte. Tem um gosto muito bom”*
Meiwes foi preso após revelar detalhes de seu crime. Ele está cumprindo uma sentença de prisão perpétua em uma prisão alemã. Bom, se isso foi um crime ou não, resta dúvidas entre certas pessoas. Afinal, tudo foi praticado com consentimento de ambos.

*Suas opiniões referente ao sabor da carne humana, é algo bem típico entre os canibais. Alguns possuem preferências e definições de sabor que variam entre o amargo e o doce, macio e duro.



03.  Issei Sagawa
  
canibalismo, canibal, canibais
Sagawa era um estudante japonês que fazia pós-graduação em Literatura (Paris). Ele conheceu uma aluna holandesa  Renée Hartevelt. Após convidá-la para um jantar,ele atirou em sua nuca enquanto ela recitava um poema. Depois de sua morte, ele começou a canibalizá-la ao longo de dois dias. Sagawa foi preso por autoridades francesas, mas considerado inapto para o julgamento, devido à insanidade, ele foi deportado. Sagawa é um dos piores exemplos de injustiça na história jurídica, foi apenas levado a uma clínica psiquiátrica e em poucos anos a abandonou. Ele agora é um homem livre vivendo no Japão e uma celebridade.

Documentário: Vídeo
canibalismo, canibal, canibais



02.  Tribos Indígenas
   Oeste do Caribe
canibalismo, canibal, canibais
Os primeiros contos de canibalismo, foram relatados após as expedições de Colombo às Índias Ocidentais. Neste ponto, foi considerado um canibalismo atroz e de sacrifício. Imagine, se quiser, o horror indescritível que os primeiros europeus sentiram quando tiveram contato com  nativos do Caribe, durante  rituais pós-guerra. Essas práticas desses nativos fizeram com que os europeus tivessem uma imagem de ''selvageria'' dos habitantes da América. Esses sentimentos (dentre outros motivos) levaram a políticas que incentivaram inúmeros incidentes de escravidão, assassinato em massa, exploração e destruição da cultura nativa da América (o que continuou por séculos).



01.  Povolzhye
   A fome russa
canibalismo, canibal, canibais
A fome russa de 1921, também incluiu alguns problemas da primeira Guerra Mundial e os conflitos da Revolução Russa (1917). As guerras civis,a seca e a interrupção da produção agrícola, foram o reflexo de um colapso que deixou muitas pessoas morrendo de fome.

As coisas ficaram ainda piores para as pessoas que viviam em torno do rio Volga (a região Povolzhye), que teve um ano ruim para as culturas, devido ao clima desfavorável. Com os grupos armados em guerra, eles acabaram por retirar os alimentos necessários para seus soldados, levando tudo o que podiam de famílias carentes,o que resultou ainda mais na fome generalizada que causou a morte de 5 milhões de pessoas. A fome Povolzhye durou da primavera de 1921 até 1922.

canibalismo, canibal, canibais

Durante um ano e meio, após a falta de alimentos, as pessoas desesperadamente sedentas, passaram a comer seus próprios animais de estimação. Quando o inverno longo e rigoroso chegou sobre a região, passaram a comer uns aos outros. O Governo soviético desempenhou um papel fundamental na fome, tendo negociado os grãos para os países europeus, em troca de dinheiro que eles queriam usar para a industrialização do país. Lojas não tinha comida para vender, milhões de pessoas que viviam na região do Volga-Ural ficaram sem nada para se alimentar.Há muitos casos de famílias desesperadas que canibalizaram seus parentes mortos e, em seguida, voltaram-se para matar outras pessoas (algo bem semelhante também a certas espécies de animais). Os pais muitas vezes eram obrigados a escolher um filho ou filha para servir de alimento para o resto da família em questão da sobrevivência.

fonte





Compartilhe no Facebook Compartilhe no Tweeter Compartilhe no Google+ Inscreva-se no nosso Feed Voltar ao Início Image Map

Comente com o Facebook: