quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

A lenda de Azzurrina

azzurrina, fantasma, lenda, itália, castelo di montebello, assombração, azul, menina Hoje vou postar sobre uma lenda de uma assombração famosa na terra natal de minha família, a Itália. Essa é a lenda de Azzurrina, a menina de cabelos e olhos azuis. Confira.


   Nas colinas entre as regiões da Emilia Romagna e Marche há interessantes cidades que guardam antigas histórias e lendas, principalmente nos castelos da região. Uma dessas cidades é Torriana, uma pequena cidade medieval que se tornou famosa devido ao Castelo di Montebello, construído pelos romanos no século III.
azzurrina, fantasma, lenda, itália, castelo di montebello, assombração, azul, menina

  A cidade está situada no topo de uma montanha na entrada do Valmarecchia a poucos quilômetros de San Marino. Chamada de Scorticata até o século passado, sua posição estratégica nas colinas fazia parte da defesa da famosa família Malatesta que governava Rimini, contra seus antigos inimigos, os Montefeltro que eram os duques de Urbino.

  Um personagem da família que entrou para a história foi Gianciotto Malatesta, não como um grande líder e governante mas por ter assassinado sua esposa e o seu irmão, pondo fim a uma trágica história de amor que ficou conhecido como "O romance de Paolo e Francesca".
  A poucos quilômetros chega-se a Montebello, um lugar de antigas batalhas que é marcado pelo imponente Castelo de Montebello onde vivia um dos ramos da família Malatesta. Solitário, numa área verde e com uma estrutura medieval quase intacta, os sinos das antigas torres medievais eram ouvidos por todo o vale, marcando os principais acontecimentos da vila.
Atualmente, o castelo mantém dezenas de mobiliários, fotos, espelhos e arcas que são autênticas obras de arte do período entre 1400 e 1700. Bem preservado pelos Condes Guidi di Bagno, o castelo pertence aos descendentes da mesma família desde 1464. Por seu valor histórico, o castelo é considerado Patrimônio Nacional da Itália.

azzurrina, fantasma, lenda, itália, castelo di montebello, assombração, azul, menina

  A poderosa fortaleza hoje atrai muitos visitantes comuns, mas também parapsicólogos, paranormais e esotéricos interessados em descobrir seus mistérios. Um dos mais famosos acontecimentos na fortaleza foi o intrigante e misterioso desaparecimento de uma menina chamada Guendalina Malatesta, apelidada de Azzurrina, devido aos seus olhos e cabelos azuis.

azzurrina, fantasma, lenda, itália, castelo di montebello, assombração, azul, menina  A menina nasceu com albinismo, uma doença que atinge principalmente a pigmentação do cabelo. Na época os albinos eram condenados à morte por bruxaria e, temendo pela vida da filha, sua mãe tentou tingir seus cabelos com tintura de ervas. No entanto, os cabelos da menina tornaram-se azuis e por esse motivo ela era guardada no castelo longe dos olhares da população.
   Certo dia, a menina brincava com sua bola de pano, enquanto era constantemente vigiada por dois soldados. A bola rolou as escadas para o porão e a menina foi buscá-la. Depois desse episódio ocorrido em 21 de junho de 1375, Azzurrina jamais foi encontrada, embora todos os soldados tenham procurado por ela em todo o castelo e nas aldeias vizinhas.

  O castelo de Montebello é um dos lugares mais assombrados da Itália, até mesmo a Universidade de Bologna esteve interessada nos estranhos fenômenos que ocorrem no local, tendo realizado gravações de estranhos sons em Junho de 2000. Dizem que a cada cinco anos, no solstício de verão, pode-se ouvir gemidos e choros de Azzurrina na escuridão do castelo.


azzurrina, fantasma, lenda, itália, castelo di montebello, assombração, azul, menina

    De acordo com a versão mais popular, a lenda do Azzurrina teria sido transmitido oralmente por três séculos, provavelmente vindo de vez em quando distorcida, ampliada e embelezada. Somente por volta de 1620 o pároco da área teria colocado por escrito , juntamente com outras lendas e contos populares em uma miscelânea de Contos do menor Val Marecchia, e o primeiro e único documento escrito sobre Azzurrina é chamado de "Mons et Deline bonito" ( Montebello e Adelina ).
  Segundo a versão comum da lenda, que é a versão atualmente divulgada pelos responsáveis do castelo e os guias turísticos que trabalham lá , o nome real de Azzurrina seria Guendalina "Gwendolyn". Na realidade, isso não é possível, porque o nome "Gwendolyn" não é atestado ou registrado na Itália até meados do século XIX, consequentemente, uma criança do século XIV não poderia ter tido esse nome. Mas de acordo com o título do documento do padre que registrou a lenda, é provável que Azzurrina poderia ter se chamado Adelina (Deline), um diminutivo do nome Adele ou Delia, já difundido na Idade Média.

 Confira agora um vídeo com gravações de áudio no castelo de 1990, 1995, 2000, 2003 e 2005. Aos 1:23, podemos ouvir alguns gemidos de choro.


  Há também outros documentos que se referem, em geral, à lendas sobre o castelo, como "Memórias de Castelo de Montebello di Romagna ", escrito por Thomas Molares (1875 - 1935) que se referem à assombrações do local e até sobre duendes que moram ali. No Castelo di Montebello, durante a noite, não é incomum ouvirem-se gritos e pancadas provocados pelos espíritos atormentados que residem no local.





Compartilhe no Facebook Compartilhe no Tweeter Compartilhe no Google+ Inscreva-se no nosso Feed Voltar ao Início Image Map

Comente com o Facebook: