terça-feira, 5 de novembro de 2013

O mistério da rádio UVB-76

number station, estação numérica, mistério, mistérios, uvb-76, uvb 76, rádio russa, espionagem
  Você já ouviu falar em number stations? Elas são estações de rádio que fazem uma transmissão incomum de sequencias numéricas, código morse, palavras, letras e etc. Acredita-se que elas surgiram pouco depois da segunda guerra mundial e serviriam à propósitos de espionagem. Uma dessas rádios que foi descoberta em meados de 1982 foi a rádio russa chamada de UVB-76, até hoje suas mensagens têm intrigado os curiosos que acompanham a sua transmissão.



  Na série Lost, o personagem Hurley ficou milionário jogando os números de uma Number Station, os repetitivos “4 8 15 16 23 42”. Caso você não saiba, estes números realmente foram sorteados (mais de uma vez) em loterias dos EUA.
  Agora saindo da ficção, em meados de 1982, outra Number Station foi descoberta na Rússia e se tornou
number station, estação numérica, mistério, mistérios, uvb-76, uvb 76, rádio russa, espionagem
alvo de especulações e curiosidades devido à sua natureza misteriosa. Ela recebeu muitos nomes, mas o mais conhecido é UVB-76, pois em um dos poucos momentos em que se pode escutar diálogos inteiros na rádio, uma mensagem contendo “YA UVB-76, YA UVB-76 [...]” ou “EU UVB-76, EU UVB-76”.
  A UVB-76 é uma rádio de ondas curtas que existe, pelo menos, desde 1982 – quando começou a ser ‘monitorada’ por curiosos – transmitindo um som vibrante, que dura 0,8 segundo, pausando por 1,3 segundos, e repetidos 24 horas por dia incessantemente e, em raras ocasiões, são transmitidas mensagens com sons estranhos ao fundo que podem ou não ser propositais.
  As ondas curtas referem-se à parte do espectro eletromagnético que corresponde às frequências compreendidas entre 3 e 30 MHz. Sua principal característica é a propagação a longas distâncias, tornando possíveis comunicações tais como emissões radiofônicas internacionais (international shortwave broadcasting), radioamadorismo (ham radio) e coordenação de viagens a longa distância por estações móveis marítimas."

  Que existem várias Number Stations  espalhadas pelo mundo, é algo conhecido, mas, qual o objetivo delas? Supõe-se que durante o período da Guerra Fria estas rádios eram usadas para enviar comandos à militares em forma codificada. No entanto, o que deixa as pessoas intrigadas, é que esta rádio ainda está em operação até hoje. Ela tem, no mínimo, 30 anos de idade. O motivo de ela continuar existindo? Ninguém sabe.
Abaixo uma lista das mensagens já propagadas pela rádio:

24 de Dezembro de 1997, às 2100 UTC: “Ya UVB-76, Ya UVB-76. 180 08 BROMAL 74 27 99 14. Boris, Roman, Olga, Mikhail, Anna, Larisa. 7 4 2 7 9 9 1 4.”
09 de Dezembro de 2002, 0418 UTC: “UVB-76, UVB-76. 62 691 IZAFET 36 93 82 70″
21 de Fevereiro de 2006, 0757 UTC: “UVB-76, UVB-76. 75-59-75-59. 39-52-53-58. 5-5-2-5. Konstantin-1-9-0-9-0-8-9-8-Tatiana-Oksana-Anna-Elena-Pavel-Schuka. Konstantin 8-4. 9-7-5-5-9-Tatiana. Anna Larisa Uliyana-9-4-1-4-3-4-8.”


number station, estação numérica, mistério, mistérios, uvb-76, uvb 76, rádio russa, espionagem
  Um minuto antes de cada hora,  o tom de repetição é trocado por um tom contínuo. Entre as 07:00 e 07:50, a estação abaixa o consumo de energia e é quando, aparentemente, a manutenção do transmissor acontece.
Desde de sua descoberta, a rádio emitia um repetitivo “bip” de dois segundos. Nos anos 90 foi substituído para uma campainha. Logo depois, trocaram para um tom mais alto e de duração maior, até que em janeiro de 2003, a rádio voltou a emitir o tom anterior.
  No dia 05/06/2010, a rádio ficou inoperante por 24 horas. Cinco dias depois, vários códigos morse foram transmitidos por cerca de 4 minutos. Certa vez transmitiu também cerca de 38 segundos de “Dança dos Pequenos Cisnes”, de Tchaikovsky. Nos meses de setembro e outubro de 2010, cerca de 56 mensagens com nomes e números foram transmitidas e a rádio se autonomeou “MDZhB”. Em novembro do mesmo ano foi transmitida (acidentalmente ou não) uma conversa de trinta minutos em que assuntos aparentemente militares foram tópicos.
  Um grupo de pessoas acredita que as transmissões – pelo menos até o dia 5 de julho de 2010, quando houve a pausa de 24 horas – eram feitas de uma cidade militar (Gorodok Voyenni) chamado Povarovo [lê-se po-va-RÔ-vo]. O local quase não tem habitantes. A maioria são parentes de militares soviéticos. Este grupo de exploradores foi a um Bunker construído a mais de trinta anos que foi desativado – adivinhe – em 2010. A descrição encaixa perfeitamente. Eles encontraram muitas coisas destruídas, mas também encontraram um log de mensagens transmitidas pela UVB-76.


  A maioria dos observadores acredita que UVB-76 é um exemplo idiossincrático do que é chamado de
number station, estação numérica, mistério, mistérios, uvb-76, uvb 76, rádio russa, espionagem
uma estação de números, usado para comunicar mensagens criptografadas para espiões ou outros agentes. Normalmente, estas estações transmitem números em grupos de cinco, o que torna impossível detectar partições entre palavras e frases. Os números podem ser descodificados utilizando uma chave de posse do ouvinte pretendido (o espião) .
  Sabe-se que as estações de números existem por aí desde a Segunda Guerra Mundial, como documentado pelo Projeto Conet, uma compilação de gravações que foi lançada pela primeira vez em 1997. Existem algumas russas,  norte-coreanas, norte-americanas, as cubanas, e as britânicas.
  Os amadores de ondas curtas suspeitam que o  MI6 estava por trás da mais famosa estação de números no planeta, a tão reverenciada Lincolnshire Hunter.
  Um grupo online que se autodenomina Enigma 2000 coleta dados sobre números de estações de todo o mundo. Jochen Schäfer, que dirige a filial alemã do grupo, acredita que a UVB-76, não é nenhuma estação de números típica, mas certamente é uma delas.
  Normalmente, diz ele, as estações começam suas transmissões com um sinal de chamada, em seguida, passar para uma introdução própria. A Lincolnshire Hunter,  por exemplo, tem o seu apelido, porque cada transmissão começava com os dois primeiros compassos da canção popular Inglesa com o mesmo nome, antes de começar a transmitir os números. Já a UVB-76  é diferente por causa de sua estrutura. Na maioria das vezes, não é apenas o a campainha irritante e repetitiva.  As mensagens vêm em horários irregulares, e isso é muito estranho.
   Aliás, foi este formato anômalo que levou alguns pesquisadores da UVB-76 a sugerir que ela não é só uma estação de números, mas algo mais.
number station, estação numérica, mistério, mistérios, uvb-76, uvb 76, rádio russa, espionagem
   Um ex-funcionário europeu de alto escalão e investigador de longa data do bloqueio soviético às estações de rádio ocidentais, conhecido por seu nickname “JM”, afirma que o propósito da campainha é transmitir ordens codificadas para as unidades militares na Rússia, não para espiões fora das suas fronteiras.
   JM observa que a maioria do que foi reunido sobre a estação indica que a sua frequência é de 4625 kHz, e seu principal transmissor é de 20 quilowatts. O transmissor de backup é de 5 quilowatts, e sua antena horizontal-dipolo aponta para uso convencional, militar.
  Bryan Tabares, um engenheiro de produção de 21 anos de idade, de Jacksonville, na Flórida, concorda e propõe uma teoria ainda mais inócua para explicar as perturbações de 2010: Ele acredita que foi apenas “ruído rosa”, fabricado por engenheiros de som para calibrar os equipamentos de áudio.
   Boender, um pesquisador da radio e  consultor financeiro perto de Roterdã, diz que agora está confiante de que a UVB-76 é 100% controlada pelos militares russos.
  Ele baseia esta conclusão da sua análise dos conhecidos postos militares russos:
“Descobrimos uma rede russa no início dos anos 90, mas levou dois anos de pesquisa para realmente descobrimos quem eles eram. Parecia ser uma rede de embaixadas soviéticas, consulados, ministérios, e provavelmente também a KGB e GRU. Um número de pessoas em todo o mundo escutava, e trocamos mensagens, gravações e analisamos o material até que finalmente descobrimos quem eles eram. Isso é o que torna tudo mais divertido. “
  Uma nova intriga sobre a  UVB-76 ou MDZhB é a questão da sua localização. Logo após os levantes de agosto e setembro de 2010, com toda a parada e partida e as batidas e sussurros na “sala”, os  ouvintes relataram outra mudança notável: a posição da estação parecia ter movido no dial.
  Hoje, a pequena cidade militar em Povarovo, local de origem das transmissões da UVB-76 durante décadas está praticamente abandonada.
   A área circundante é uma tapeçaria cinza-marrom de edifícios comunistas apartamentos, algumas obras construídas recentemente, e plantações de pepinos. Perto de voyenni gorodok, há portas lacradas e as paredes ostentam sinais militares, mas não há guardas ou cercas eletrificadas, e a maioria das portas não estão trancadas.

number station, estação numérica, mistério, mistérios, uvb-76, uvb 76, rádio russa, espionagem

number station, estação numérica, mistério, mistérios, uvb-76, uvb 76, rádio russa, espionagem

number station, estação numérica, mistério, mistérios, uvb-76, uvb 76, rádio russa, espionagem

number station, estação numérica, mistério, mistérios, uvb-76, uvb 76, rádio russa, espionagem


Uma neblina misteriosa antes da estação inteira sumir
  Dois grupos de exploradores urbanos pesquisadores da UVB-76 viajaram para a remota cidade russa na tentativa de visitar o tal bunker militar subterrâneo onde o sinal tinha se originado por mais de trinta anos. Quando chegaram à cidade, um morador local disse-lhes sobre a tempestade de 2010.
Uma noite, um denso nevoeiro rolou, e o posto militar foi evacuado dentro de 90 minutos.

  Este é um dos registros do Bunker da rádio, que operou ali até 2010.
   Bens e equipamentos estavam espalhados em toda a base. Água gelada encheu o bunker nas partes mais profundas, mas ainda havia pistas a ser encontradas ali dentro. O grupo descreveu o bunker militar de Povarov como “um lugar escuro, silencioso e solitário, algo como um labirinto com muitos corredores e quartos.”
   Um livro foi encontrada que continha um log de mensagens enviadas pela UVB-76. O sinal etéreo que fascina o mundo há trinta anos tem agora uma presença física, juntamente com a confirmação de que estavam certos os caras que apostaram que a radio era tocada pelos militares russos.
   Mas se foi como a testemunha local afirmou, uma mudança da base de transmissão às pressas, quase que uma “fuga”, pra onde a rádio foi?
  Ao que parece, hoje a UVB-76 é proveniente de múltiplos transmissores em toda a Rússia. A triangulação deu origem a três localizações possíveis. A pequena aldeia russa de Kirsino, um buraco perdido com uma população registrada de apenas 39 pessoas. Um dos sinais foi traçado aqui.

number station, estação numérica, mistério, mistérios, uvb-76, uvb 76, rádio russa, espionagem
Kirsino

   Perto da fronteira com a Estônia está a Oblast de Pskov. Esta é atualmente a fonte mais provável de UVB-76, devido ao fato de que várias tentativas de triangulação apontaram para este lugar.
number station, estação numérica, mistério, mistérios, uvb-76, uvb 76, rádio russa, espionagem
  Até agora ninguém sabe a real função da transmissão. Já sabemos que ela é militar, mas o que está dizendo ainda permanece envolto em mistério. Cada nova descoberta leva a novas levas de perguntas sem resposta. Por que unidades militares iriam usar logo as ondas curtas, que poderiam ser recebidas em outros países para se comunicar quando eles tem satélites e redes mais seguras de comunicação criptografadas? (vamos lembrar que eles foram os caras que primeiro colocaram um satélite no espaço).
  Ao que parece, a transmissora esta instalada num lugar remoto, no meio de uma floresta, e uma única estrada estreita conduz ao local.
number station, estação numérica, mistério, mistérios, uvb-76, uvb 76, rádio russa, espionagem





Compartilhe no Facebook Compartilhe no Tweeter Compartilhe no Google+ Inscreva-se no nosso Feed Voltar ao Início Image Map

Comente com o Facebook: