sábado, 2 de novembro de 2013

Dia de Los Muertos

dia de los mmuertos, día de los muertos, dia dos mortos, comemoração, mexico, mexicano, tradição, finados
  2 de Novembro, enquanto nos demais países as pessoas visitam os cemitérios e deixam flores se lamentando pela ausência dos entes que se foram, no México, eles comemoram o Día de Los Muertos (dia dos mortos). Conheça mais sobre essa comemoração, como ela é, e qual foi a sua origem.



  No segundo dia de novembro é comemorado no México o Día de los Muertos, o Dia dos Mortos, uma das datas mais importantes para o país. Enquanto aqui no Brasil o dia de finados é uma data triste, pois a morte significa o fim, no México eles usam esse dia para homenagear os que se foram fazendo festas e seguindo tradições, já que eles acreditam que a morte é apenas uma nova etapa para quem morreu.
É importante lembrar que eles não saem cantando e dançando nas ruas, as festas são um jeito respeitoso de celebrar uma nova fase e de homenagear os que se foram. Alejandra Latapi, conselheira cultural da embaixada no México no Brasil, reforça que mesmo em meio às festas, há a dor da perda. "Conservamos a dor de perder nossos entes queridos e usamos esse dia para homenagear aqueles que já se foram", afirma Alejandra.
Vicky Marx é brasileira, vive no México desde 2009 e considera o Día de los Muertos uma ocasião especial e marcante. "Quando cheguei no México, o Dia dos Mortos foi a primeira comemoração que vi. Isso me marcou muito. Durante esses dias todos estão envolvidos, as lojas, supermercados e casas são bem decoradas. Sempre viajo para cidades menores durante a data, pois quanto menor a cidade, mais fortes as tradições", conta Vicky, que é fotógrafa.

dia de los mmuertos, día de los muertos, dia dos mortos, comemoração, mexico, mexicano, tradição, finados


Origem
  A origem do Dia dos Mortos vem dos indígenas. Eles tinham o costume de comemorar o final do ciclo agrícola com uma festa e como encaravam também a morte como o final de uma etapa e começo de outra, decidiram começar a festejá-la. A festa estava quase extinta quando em 2003 a UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Educação) declarou a festa de Día de los Muertos como patrimônio material da humanidade. Apenas as cidades menores ainda seguiam essa tradição, mas quando a UNESCO valorizou a festa, as tradições voltaram com ainda mais força. Claro, que com influências do mundo moderno e mistura de tradições.

dia de los mmuertos, día de los muertos, dia dos mortos, comemoração, mexico, mexicano, tradição, finados


Lendas e Tradições
  Existem muitos costumes e tradições seguidos pelos mexicanos no Día de los Muertos, uma delas é a criação de altares que podem ficar ou nos quintais das casas ou dentro do próprio cemitério. Os altares podem ter de dois a sete níveis. O mais comum são os de dois níveis, significando o mundo dos vivos e o mundo dos mortos. Os altares são enfeitados com itens que representam os quatro elementos. O ar é representado por papéis picados, o fogo pelas velas, a água está presente de algumas formas, para beber e para se lavar e, por fim, a terra é representada com frutas.
dia de los mmuertos, día de los muertos, dia dos mortos, comemoração, mexico, mexicano, tradição, finados  Também é normal colocar nos altares as comidas e bebidas preferidas do homenageado falecido e também suas fotos. Para as crianças que morreram, o comum é a presença de caveiras de chocolate e brinquedos no altar, que deve ser enfeitado de uma forma bem colorida. Os altares contam também com a presença de flores na cor laranja. Eles acreditam que o cheiro dessas flores ajuda a guiar quem morreu.
  Em certas cidades pequenas, como San Miguel de Allende, as pessoas montam os altares nas praças e cada um é feito com muito cuidado e amor. Se você parar para apreciar cada altar, vai poder conhecer a pessoa que morreu pelas fotos, ver do que ela gostava de comer e beber e alguns de seus objetos pessoais. As famílias se reúnem nos cemitérios com a ceia, comendo em volta do túmulo, passando a madrugada conversando e contando piadas e histórias do falecido.
dia de los mmuertos, día de los muertos, dia dos mortos, comemoração, mexico, mexicano, tradição, finados  Todas essas tradições são gestos simbólicos e que a intenção das pessoas não é entrar em contato com os espíritos. "Queremos homenageá-los, mas não temos a intenção de invocá-los de volta à terra. Se sentimos a presença de algo estranho, não aguardamos para descobrir o que é e preferimos ir até embora do local".

A Caveira Mexicana
  A caveira mexicana está na moda. Ela pode ser encontrada em cadernos, roupas e ficou tão comum que
muitos estão tatuando a imagem no corpo. Mas qual o significado dessa caveira diferente?
  A origem das caveiras mexicanas vem dos astecas que, quando conseguiam dominar alguma terra ou povo, arrancavam o crânio de seus inimigos mortos e os usavam na cabeça como forma de mostrar que tinham dominado o local e aterrorizar quem vivia lá. A partir disso, a caveira começou a ser cada vez mais enfeitada e acabou virando símbolo do Día de Los Muertos. Tatuar a caveira pode significar uma homenagem aos entes queridos que já se foram, o que é exatamente a intenção da festa mexicana.
  Na capital do país, Ciudad del Mexico, o personagem principal é a Catrina, uma caveira elegante de uma mulher da alta classe mexicana. A ideia deles ao criar a Catrina foi fazer uma sátira de que apesar de ricos, todos morrerão.

dia de los mmuertos, día de los muertos, dia dos mortos, comemoração, mexico, mexicano, tradição, finados
 fonte:bbel





Compartilhe no Facebook Compartilhe no Tweeter Compartilhe no Google+ Inscreva-se no nosso Feed Voltar ao Início Image Map

Comente com o Facebook: