terça-feira, 8 de outubro de 2013

Wendigo

wendigo, entidade sobrenatural, lendas indígenas, paranormal, medo, terror, mitos, histórias
  No norte do continente americano, vaga uma criatura temida pelas antigas tribos indígenas que por lá vivem à séculos. Essa criatura é o Wendigo. Um espírito canibal maligno, que tanto pode assumir uma forma encarnada para praticar suas ataques, como possuir uma pessoa e induzi-la a cometer canibalismo.




O que é um Wendigo? Qual sua aparência?

  Parte da mitologia alonquina, principalmente das tribos Cree e Ojibua, trata-se de um espírito canibal, que pode se transformar em humano ou possuir um. A lenda também se aplica à pessoas praticantes do canibalismo: Uma pessoa canibal pode, eventualmente, se transformar em um Wendigo também. O wendigo tem muitas aparências segundo as lendas, tanto pode ser um tipo de pé-grande canibal, com longos dentes e um silvo pertubador que pode ser ouvida à distância, quanto pode ser um ser um esqueleto ambulante, com pele cinza, olhos fundos de cadáver, e que às vezes só pode ser visto de lado, porque de frente ele aparenta ser apenas uma linha fina. Outro aspecto é sua fome incontrolável, quanto mais se alimento mais tem fome… Pode comer dezenas, centenas mas sempre terá fome… Por isso o wendigo é símbolo de ganância e insaciedade. Outra característica é seu odor. Quando um wendigo está perto se sente um odor de podridão sem igual, como se carcaças estivessem ao seu redor.

wendigo, entidade sobrenatural, lendas indígenas, paranormal, medo, terror, mitos, histórias

Nas lendas tribais, a descrição da criatura varia demais, já que, segundo os indígenas, ele é muito rápido e é difícil descrevê-lo com detalhes. Mas o mais certo é que ele seja muito alto, muito, muito magro, por estar sempre com fome, com braços e pernas longos, e, em alguns casos, com um cabelo branco, ralo e sangrento. Possui garras afiadas nas mãos e nos pés, e possui dentes pontudos e amarelos. Muitas vezes possui sangue na boca, e sua língua é azulada. Os olhos variam do vermelho ao amarelo. Se trata de um espírito cruel e canibal, que possui grande poder espiritual, e que a presença dele é relacionada com o frio, que traz fome e desespero.
  A descrição de um Wendigo feita por um professor da tribo Ojibwa:

O Wendigo era magro ao ponto de parecer doente, sua pele seca esticava-se sobre seus ossos. Com seus ossos sendo empurrados para fora da pele, sua tez cinza como a morte, e seus olhos afundados nas órbitas, o Wendigo parecia um esqueleto muito magro, recentemente desenterrado da cova. O que pareciam ser seus lábios estavam rachados e sangrentos [...] Impuro e sofrendo das feridas de sua carne, o Wendigo exalava um cheiro estranho de deterioração e decomposição, de morte e corrupção.


Como ele ataca?

wendigo, entidade sobrenatural, lendas indígenas, paranormal, medo, terror, mitos, históriasComo o Wendigo está sempre com fome, constantemente ele persegue humanos para alimentar-se da carne deles. Ele caça qualquer tipo de pessoa, embora tenha preferências em cada uma delas: Das crianças, ele prefere a gordura, das mulheres, a pele, dos homens, os músculos, e dos velhos, os ossos. Ele também tem o costume de "armazenar" vítimas vivas, por causa dos lugares onde ele vive, com invernos longos e rigorosos, o Wendigo também guarda restos das pessoas que já comeu.

Ele é muito rápido, possui sentidos e força muito apurados, e é difícil de ser derrotado. Ele pode enxergar no escuro, e tem um olfato poderosíssimo, que localiza a vítima em distâncias longas, podendo segui-la durante um bom tempo. É praticamente impossível conseguir fugir dele com êxito, uma vez que você se tornar a presa.
Suas garras são tão afiadas que conseguem decapitar um homem, e cortam a carne humana com grande facilidade. O mesmo para os seus dentes, com uma mordida tão forte capaz de quebrar ossos.
O Wendigo ainda é capaz de se mover com uma leveza impressionante, não deixando um som sequer denunciar sua presença. Se ele quiser que a vítima venha diretamente para ele, o Wendigo é capaz de imitar a voz humana, reproduzindo choros e pedidos de ajuda com perfeição.
  Como se não bastasse, o Wendigo ainda é capaz de espalhar uma espécie de doença conhecida como Febre Wendigo (Wendigo Fever). Ele libera um odor para a vítima, que só ela pode sentir, depois, a pessoa que inalou aquele cheiro, a pessoa começa a ter terríveis pesadelos à noite e, ao acordar, começa a sentir uma dor lancinante nas pernas e nos braços, que se torna tão intensa que a pessoa se vê forçada a correr para a floresta (???) gritando de modo alucinado, e retirando suas roupas ao longo do caminho. As pessoas infectadas com a febre jamais voltam (As raras exceções revelaram pessoas que acabaram loucas por causa do acontecimento, e de um provável encontro com um Wendigo), e muitos acreditam que elas acabem sendo devoradas por um Wendigo.
  O Wendigo enfrenta qualquer coisa quando ele está faminto, ele quebra árvores e mata animais enquanto caça. Algumas lendas sugerem que tempestades de neve e tornados são sinais de um Wendigo caçando.
Ele vive em florestas, mais especificamente em cavernas e cabines (aquelas onde vivem os guardas florestais).

wendigo, entidade sobrenatural, lendas indígenas, paranormal, medo, terror, mitos, histórias



Como se proteger de um Wendigo?

  Para se proteger de um Wendigo (caso você tenha o azar de topar com um), existem amuletos que dizem afastar a criatura de quem os usar. Tampões ou fones de ouvido ajudam a proteger a vítima dos sons que ele produz para atraí-la.
  Mas o que realmente mataria um Wendigo - segundo as lendas - seriam balas ou armas feitas de prata, como facas. Elas causam uma dor tremenda no bicho, podendo levá-lo à morte. Uma facada diretamente no coração congelado da criatura a mataria instantaneamente. Os pedaços do coração dele devem ser colocados em uma caixa de prata e enterrados em um solo sagrado (De cemitério ou igreja).
  O corpo do Wendigo deve ser desmembrado com um machado de prata e descartado em áreas remotas (No fundo do mar ou em falhas geológicas, por exemplo) e separadamente. Se nada disso for feito, o Wendigo ressuscitará, e obviamente caçará aquele que o matou (caramba, parece o T1000).



Há algum relato de Wendigos?

  Hoje em dia, estamos acostumados a ver na mídia, zumbis devoradores de pessoas, que se tornaram tais criaturas através de uma contaminação por um vírus bizarro. No final de 1800, no entanto, um homem cujas terríveis ações canibais permanecem notórias hoje, assim como foram a mais de 130 anos atrás, afirmou que sua transformação em um devorador demente de pessoas foi causado por algo muito diferente de um vírus misterioso: um Wendigo.

wendigo, entidade sobrenatural, lendas indígenas, paranormal, medo, terror, mitos, histórias

  No início de 1879, um membro da tribo americana Cree, chamado Swift Runner (corredor veloz), fez o seu caminho para uma missão católica localizada em St. Albert, uma cidade situada em Alberta, no Canadá. Ele começou a contar uma altamente controversa - e bem estranha - história aos sacerdotes residentes. Swift Runner afirmou ser o último de sua família, que estava sobrevivendo e passando fome. Contou que tinha vivido, em um acampamento em uma área de floresta a nordeste de Edmonton. Sua mãe, irmão, esposa, e nada menos que seis crianças, haviam sucumbido ao frio e falta de comida. Temendo que ele também seria logo se encontraria com o mais cruel de todos os ceifeiros, Swift Runner decidiu enfrentar os elementos climáticos agressivos e fazer o seu caminho para St. Albert.
  Houve um problema muito grande e gritante com a história de Swift Runner, no entanto, que os sacerdotes não podiam deixar de notar quando o viram. Ele certamente não aparentava como se estivesse morrendo de fome como relatou. Na verdade, ele estava decididamente e francamente gordinho - quase como se ele tivesse tido boas refeições, diferentemente do que ele afirmou ter tido ao longo dos meses de inverno rigoroso. Isso, como logo se revelou, foi exatamente o que tinha acontecido.

  Quando os sacerdotes desconfiados contataram a polícia local, e Swift Runner foi intensamente pressionado pelos oficiais, a verdade chocante e terrível apareceu em um espetacular estilo de horror. O Cree admitiu que tinha devorado todos de sua família, membro por membro, pedaço por pedaço. E, além de tudo, ele também sugou para fora a medula de seus ossos. A polícia não perdeu tempo na corrida para a casa da família, onde, com certeza, uma cena de carnificina total aguardava a sua chegada.

  Confrontado com a execução quase inevitável por enforcamento, Swift Runner veio com uma defesa única para suas ações canibais e insanas: sua mente estava possuída por e sob o domínio de um Wendigo mortal, uma criatura que aparece com destaque na mitologia da pessoas Algonqui - a mais popular e generalizada de todos os grupos indígenas norte-americanas, com tribos originalmente na casa das centenas.

O Wendigo, como descrito acima, é uma maligna e furiososa criatura em que os seres humanos têm a capacidade de transformar - especialmente se eles se envolveram em canibalismo - ou que dizem ter a capacidade de possuir almas e das mentes humanas para fazer o seu lance escuro e diabólico. Notavelmente, em séculos passado, aqueles que eram suspeitos pela Algonquin de ser Wendigos, eram decapitados após a morte para evitar que eles saíssam da sepultura e atacassem os vivos (assim como fazem com os zumbis nos filmes).

  Tendo em conta que a existência do Wendigo era algo totalmente aceito pelas pessoas, tanto da época e da região, muitos não estavam inclinados a duvidar das palavras de Swift Runner na mínima. Que ainda incluiu os sacerdotes a quem primeiro compartilhou a sua história duvidosa. Eles disseram à polícia de como, enquanto a missão, Swift Runner sucumbiu a estados selvagens da mente que confinava ataques cheios de raiva.
  Porém, a linha de defesa de Swift Runner foi toda em vão. Ele estava pendurado pelo pescoço em Fort Saskatchewan, em dezembro de 1879, e ainda continuava a insistir até o último momento, que suas ações foram terríveis devido às manipulações maliciosas de um Wendigo sobrenatural. Embora muitos viram as afirmações de Swift Runner apenas como uma forma desesperada de defesa por seus crimes, deve-se ressaltar que há algumas implicações para este caso misterioso que paralelo ao mundo de hoje, está cambaleante ou revivendo demônios outrora esquecidos.

wendigo, entidade sobrenatural, lendas indígenas, paranormal, medo, terror, mitos, histórias

  Assim como os mortos-vivos, a mente de Swift Runner foi assumida - e não por um vírus misterioso, mas por uma maligna besta sobrenatural. Teria ele sido realmente vítima de um Wendigo ou foi apenas uma maneira desesperada de escapar da forca? Apesar do ceticismo dos tempos modernos, ainda há muita coisa obscura e sem explicação rondando pro aí, pelos becos, pelas florestas e até pelas casas das pessoas. Quem sabe.





Compartilhe no Facebook Compartilhe no Tweeter Compartilhe no Google+ Inscreva-se no nosso Feed Voltar ao Início Image Map

Comente com o Facebook: