sexta-feira, 6 de setembro de 2013

Giro 33 #5





Bulgária acha esqueleto de 'vampiro' com ferro cravado no peito  
Esqueleto seria de homem que viveu entre os séculos 8 e 9.
Achado similar ocorreu em 2012 na pequena cidade de Sozopol.


  Arqueólogos búlgaros anunciaram nesta terça-feira (3) a descoberta do esqueleto de um homem que viveu entre os séculos 8 e 9, com um pedaço de ferro cravado no peito para evitar que depois da morte se transformasse em "vampiro".
  O achado foi anunciado por Nikolay Ovcharov, chefe da equipe arqueológica que trabalha para documentar um antigo complexo urbano em Perperikov, no sul da Bulgária.
"O homem enterrado tinha entre 35 e 40 anos. Moedas de bronze encontradas entre seus dentes mostram o período em que viveu. Tinha um arado de ferro cravado na parte esquerda do tronco, entre o pescoço e o peito", declarou Ovcharov, segundo a agência "Standart".
  As crenças vampirísticas oriundas do paganismo foram preservadas pelos cristãos ortodoxos nos Bálcãs durante a Idade Média. Também podiam ser utilizadas estacas de madeira para atravessar o coração do morto, ou cobri-lo com brasas e atar suas extremidades para evitar sua conversão em vampiro.
Achado similar
  Um achado similar ocorreu em junho do ano passado na pequena cidade de Sozopol, a margens do Mar Negro, quando pesquisadores encontraram um homem que tinha um ferro cravado no coração, o que provocou rebuliço no país balcânico.
Em 2012, pesquisadores encontraram um homem que tinha um ferro cravado no coração em Sozopol (Foto: AFP)

  O diretor do Museu Nacional de História, Bozhidar Dimitrov, que descobriu o corpo explicou que esse rito era praticado com pessoas consideradas más ou que trabalhavam com coisas que a sociedade não entendia, por exemplo, pesquisas científicas ou médicas.
  Acreditava-se então que, após morrer, "essas pessoas se transformavam em vampiros, torturavam e atormentavam os vivos e bebiam seu sangue durante a noite", explicou Dimitrov.
Vários medievalistas búlgaros também consideram que na aquela época a superstição levava a pensar que as pessoas com anomalias físicas eram vampiras.



Família encontra tesouro de navio naufragado na Flórida
Os Schmitt descobriram cerca de US$ 300 mil em peças de ouro.
Naufrágio histórico aconteceu em 1715.


Tesouro encontrado pela família Schmitt na Flórida (Foto: Reprodução/Facebook/1715 Fleet - Queens Jewels)
  Uma família que vive na Flórida, nos Estados Unidos, ficou rica ao encontrar parte do tesouro de um navio naufragado no Oceano Atlântico em 1715. A quantia está avaliada em aproximadamente US$ 300 mil em moedas e correntes de ouro.
  Rick e Lisa Schmitt, junto dos filhos Hillary e Eric, há anos costumam passar tempo juntos caçando tesouros. Em 2002, Eric já tinha encontrado uma bandeja de prata de US$ 25 mil.
"Eles sempre acreditaram que esse dia iria chegar", diz Brent Brisben, que faz parte da empresa que detém os direitos sobre os destroços.
  De acordo com o contrato de exploração, o estado da Flórida está autorizado a ficar com até 20% da quantia encontrada para exibição em museus. O restante será dividido igualmente entre a família Schmitt e a empresa de Brisben.
  O ouro foi encontrado nos destroços de 11 navios que seguiam para a Espanha, mas naufragaram ao enfrentar um furacão na costa dos EUA. Dos cerca de US$ 400 milhões que estavam a bordo, Brisben calcula que US$ 175 milhões foram recuperados.




Pastor descobre que 'cãozinho' que cuidaria de ovelhas era lobo
Ele pretendia usá-lo para cuidar de ovelhas quando crescesse.
'Eu pensei que fosse um filhote de cão', disse Zbigniew Pieczyk.
Pastor se envergonhou ao descobrir que 'cãozinho' que cuidaria de ovelhas era lobo (Foto: Arquivo/Alexey Gromov/AFP)   Um pastor polonês disse ter ficado "envergonhado" depois que descobriu que um "cãozinho" que havia adotado para cuidar de suas ovelhas era na verdade um lobo.
"Eu pensei que fosse um filhote de cão pastor ou de pastor alemão", disse Zbigniew Pieczyk, de 50 anos.
"No entanto, quando ele começou a uivar toda noite, percebi que havia cometido um grande erro e avisei a polícia", acrescentou Pieczyk.
  Após a confirmação de que era um filhote de lobo, as autoridades decidiram devolver o animal selvagem à natureza.













Canadense recupera bicicleta e deixa réplica de papelão para ladrão
Amigo de cineasta viu veículo roubado dias depois do crime.
Homem escreveu carta avisando que tinha deixado 'substituta'.

  Quentin Matheson, um cineasta canadense, deu o troco em um ladrão que havia roubado sua bicicleta de estimação, e, depois de encontrar o veículo estacionado em uma calçada, substituiu a bicicleta por uma versão feita em papelão, além de deixar um bilhete para o gatuno.
Após recuperar bicicleta, canadense substituiu objeto por réplica de papelão (Foto: Reprodução/Facebook/Quentin Matheson)
  Matheson contou na página da oficina de bicicletas “MetroCycle” que seu amigo Gord Robbs, que trabalha no local, teria encontrado o precioso transporte, utilizado pelo cineasta há mais de 13 anos.
  Ao reconhecer a bicicleta modificada, o mecânico ligou para Quentin, e ambos serraram o cadeado utilizado pelo ladrão para prender o objeto. Em seguida, com muito bom humor, Matheson e Robb criaram uma réplica em papelão da bicicleta, com a frase “um final feliz para mim”, além de uma carta direcionada ao criminoso.
Veja a carta na íntegra:
“Caro ladrão de bicicleta,
Seu malandro! Você pegou minha bicicleta no começo da semana mas esqueceu de me dizer onde deixou. Foi um golpe de sorte que meu amigo, que também é meu mecânico de bicicleta, a encontrou aqui. Não é maluco isso?
Enfim, preciso da bicicleta então vou pegá-la de volta. Por favor, aceite essa substituta até que possa comprar uma.
Até mais!”
Sequência mostra 'resgate' de bicicleta roubada e a carta deixada ao ladrão (Foto: Reprodução/Facebook/MetroCycle TO)






Americano 'força' prisão para entrar em cadeia com revólver no reto
Mark Gregory Valadez ficou arma no corpo por 16 horas.
Homem 'se gabou' por entrar com revólver no ânus e foi revistado.

  Um americano de 33 anos, que havia sido detido e levado à cadeia de Oklahoma City, capital do estado de Oklahoma (EUA), foi flagrado após entrar na prisão levando um revólver carregado escondido no reto.
Mark Gregory Valadez foi flagrado com uma arma escondida no reto depois de entrar na prisão (Foto: Divulgação/Oklahoma County Sheriff's Office)
  Mark Gregory Valadez foi transportado para a prisão depois de ser detido por uma acusação simples e, após 16 horas após a detenção, uma revista minuciosa revelou que o homem havia escondido a arma de fogo no reto, carregada com apenas uma bala, de acordo com o site “The Smoking Gun”.
  A revista teria sido motivada depois que oficiais ouviram  Valadez “se gabando” para outros presos, dizendo que teria conseguido entrar na cadeia com o revólver.
  O americano, que mora no estado de Kansas, precisou ser levado ao hospital para tratar os ferimentos causados ao inserir a arma no reto, e depois foi acusado de posse de contrabando em uma instituição penal, com fiança estabelecida em R$ 10 mil.




Cegonha presa por 'espionagem' é solta no Egito
Ave foi solta por não oferecer perigo à segurança nacional.
Cegonha tinha sido detida em Qena, a 450 km da capital Cairo.

  A polícia egípcia libertou a quarta-feira (5) uma cegonha que foi presa por suspeita de espionagem. A ave havia sido detida na semana passada depois que um pescador de Qena, a 450 km do Cairo, avistou um dispositivo eletrônico anexado a suas penas.
Cegonha foi detida pela polícia no Egito por suspeita de espionagem (Foto: AP)
  Pensando que fosse uma "espiã", ele capturou a cegonha e a levou para uma delegacia perto de sua casa, disse Mohammed Kamal, chefe de segurança na região de Qena. Agentes examinaram a ave, temendo que ela levasse um equipamento de espionagem.
  Após chamarem um veterinário, a confusão acabou resolvida. A cegonha levava apenas um localizador instalado por pesquisadores para monitorar o movimento migratório, disse Ayman Abdallah, chefe dos serviços veterinários em Qena.
  A cegonha foi solta na quarta-feira depois que a Associação de Ornitologia e de Proteção do Meio Ambiente da Hungria (MME) entrou em contato e informou às autoridades egípcias que havia colocado o localizador na ave.
  Segundo a MME, "as autoridades egípcias analisaram o caso e declararam que a ave não representava perigo à segurança nacional".
Cegonha levava apenas um localizador instalado por pesquisadores para acompanhar o movimento migratório (Foto: AP)





Pesquisa sobre tamanho do pênis de alunos gera críticas na Indonésia
Questionário foi distribuído a meninos de escola em Sabang.
Segundo autoridades, objetivo seria avaliar estado de saúde das crianças.
  O ministério da Educação da Indonésia criticou nesta quinta-feira (5) as autoridades de uma pequena cidade da província de Aceh por pedir aos estudantes que aplicassem uma pesquisa escolar para que os alunos avaliassem o tamanho de seu pênis.
Questionário foi distribuído a meninos de escola em Sabang (Foto: Reprodução/Google Maps)
  O questionário distribuído na terça-feira a meninos de 11 a 12 aos em uma escola da cidade de Sabang contém imagens dos órgãos genitais e pergunta aos alunos se eles têm sonhos eróticos.
  A mãe de um aluno disse que seu filho teve de fazer a ordenação de imagens do menor ao maior pênis e responder com qual seu órgão sexual mais se parecia.
"Isso é uma indecência", afirmou a mãe, indicando ter apresentado uma queixa ante a escola.
As autoridades da área de educação de Sabang alegaram que o questionário tinha por objetivo avaliar o estado de saúde das crianças.





Compartilhe no Facebook Compartilhe no Tweeter Compartilhe no Google+ Inscreva-se no nosso Feed Voltar ao Início Image Map

Comente com o Facebook: