sexta-feira, 30 de agosto de 2013

Giro 33 #4




Americano é preso por manter filhote de jacaré na banheira de casa
Caso ocorreu em Deltona, no estado da Flórida.
Sean Lewis tinha transformado banheira em 'aquário'.
Sean Lewis mantinha um filhote de aligátor (jacaré americano) na banheira de sua casa (Foto: Volusia County Sheriff’s Office/Divulgação)

  O americano Sean Lewis foi preso em Deltona, no estado da Flórida (EUA), acusado de manter um filhote de aligátor (jacaré americano) na banheira de sua casa.
  Segundo as autoridades, o réptil de 30 centímetros foi encontrado nadando na banheira, que havia sido transformada por Lewis em um aquário.
Para especialistas, foi sorte a polícia ter encontrado o réptil, pois era apenas uma questão de tempo ele crescer e se tornar mais agressivo.



Americana aparece viva 2 semanas após família realizar seu enterro
Funeral tinha sido realizado no dia 3 de agosto.
Corpo será exumado na tentativa de identificá-lo corretamente.
Americana apareceu viva 2 semanas após família realizar seu enterro (Foto: Reprodução/Colonial Memorial Park)

  Uma mulher apareceu viva quase duas semanas depois que sua família havia realizado seu funeral.
Sharolyn Jackson, de 50 anos, apareceu em um hospital da Filadélfia na última sexta-feira, segundo a emissora KYW-TV.
  Um cadáver encontrado no dia 20 de julho em uma rua na Filadélfia havia sido identificado como sendo de Sharolyn Jackson.
  Um porta-voz do Departamento de Saúde da cidade disse que o filho da mulher e uma assistente social que a conhecia identificaram o corpo como sendo de Sharolyn.
  O funeral tinha sido realizado no dia 3 de agosto em Hamilton, no estado de Nova Jérsei.
Agora, o cadáver será exumado na tentativa de identificá-lo corretamente.






Casal é pego fazendo sexo no meio do campo após jogo na Dinamarca
Cena ocorreu após Superliga Dinamarquesa de futebol.
Casal saiu do zero a zero após empate sem gols na partida.
Casal ousado foi flagrado fazendo sexo no meio do campo após partida entre Brøndby e Randers (Foto: Reprodução/Twitter)

  Um casal ousado foi flagrado fazendo sexo no meio do campo após partida entre Brøndby e Randers pela Superliga Dinamarquesa de futebol, no domingo (25). O jogo terminou empatado por 0 a 0.
A dupla misteriosa entrou no gramado após os torcedores terem saído do estádio e começou a ter relações sexuais, segundo o assessor de imprensa do Brøndby, Mikkel Davidsen.
  Davidsen divulgou o caso em sua conta no Twitter e logo a imagem se tornou viral na internet após ser postada por Casper Dybdal.
O ato sexual só foi interrompido depois que o segurança James Mickel Lauritsen entrou no gramado.




Sequestradores libertam vítima e dão dinheiro ao saber que ela era pobre
Dupla havia pedido resgate de um milhão de iuanes (R$ 387,5 mil).
Após descobrir que menina era pobre, sequestradores lhe deram R$ 194.
Após descobrir que menina era pobre, sequestradores a libertaram e lhe deram R$ 194 (Foto: Reuters)

  Um sequestro terminou de forma inusitada na China: uma menina de 11 anos foi raptada por dois homens, que pediram um resgate de um milhão de iuanes (R$ 387,5 mil) para sua família, mas, quando a criança contou que seus pais eram pobres, os criminosos a libertaram e ainda deram para a vítima 500 iuanes (R$ 194), informou nesta quarta-feira (28) o jornal "Xangai Daily".
  O crime ocorreu na província de Zhejiang, vizinha a Xangai. No entanto, quando a menina contou sobre as penúrias econômicas de sua família, e ao suspeitarem que a polícia estava atrás deles, os dois sequestradores decidiram soltá-la e ainda ajudá-la com uma quantia em dinheiro.
  O fato ocorreu em março, mas só foi divulgado agora, quando a justiça condenou os dois homens, que foram detidos pouco depois do crime, a quatro e cinco anos de prisão.
  Os dois criminosos gastaram 10 mil iuanes (US$ 1.600) nos preparativos do sequestro, que incluía o aluguel de um automóvel.
  Nativos da província de Fujian, os dois homens planejaram o sequestro para pagar dívidas contraídas em jogos de azar.



Homem rouba US$ 1 de banco para ser preso e ter tratamento médico
Com dinheiro na mão, Timothy Alsip esperou a polícia chegar.
Americano foi levado para a cadeia com uma fiança de US$ 40 mil.
Com dinheiro na mão, Timothy Alsip esperou a polícia chegar (Foto: Clackamas County Sheriff's Office/Divulgação)

  Um homem de 50 anos roubou US$ 1 de um banco em Portland, no estado do Oregon (EUA), para ser preso e poder receber tratamento médico.
  Timothy Dean Alsip entrou em uma agência do "Bank of America" às 10h de sexta-feira, entregou um bilhete ao caixa no qual exigia que ele lhe entregasse US$ 1.
  Com o dinheiro na mão, Alsip se sentou na entrada da agência e esperou a polícia chegar.
  Ele foi levado para a cadeia com uma fiança de US$ 40 mil.






Americana bêbada é presa por urinar no sofá de vizinho

Mulher bebeu em casa, saiu para caminhar e foi parar na casa do vizinho.
Kimberly Ann Crosier-Crowley tentou fugiu da polícia e tropeçou na rua.
Kimberly Ann Crosier-Crowley foi presa por urinar no sofá de seu vizinho (Foto: Divulgação/  York County Sheriff)

 Uma mulher de 55 anos foi presa após urinar no sofá de um vizinho em New Freedom, no estado da Pensilvânia, nos Estados Unidos. Kimberly Ann Crosier-Crowley estava embriagada e entrou na casa de seu vizinho, Jon Pizzurro, que ficou assustado com a cena e chamou a polícia.
  A ação ocorreu na noite do último sábado (24). Segundo a polícia, o homem ligou avisando que tinha uma mulher bêbada na sua casa e que ela não queria sair. "Enquanto esperava a polícia chegar, a mulher urinou em seu sofá em sua sala de estar", afirmou a polícia do estado.
  Quando a polícia chegou, Crosier-Crowley fugiu. A polícia conseguiu pegá-la quando ela tropeçou na sua própria calça na rua. Os policiais perguntaram o quanto ela havia bebido, e ela rebateu dizendo que não havia ingerido álcool. Quando os oficiais tentaram algemá-la, ela resistiu, e disse que queria ir para casa. Já quando perguntaram o nome dela, ela disse: "Eu acho que o meu nome é Kim Crowley", relatou a polícia.
  A polícia também falou com o marido de Crosier-Crowley, Jeff Crowley, que disse que sua esposa tinha bebido álcool dentro de sua casa e, em seguida, caminhado para fora.
  A mulher enfrentou acusações de transgressão, conduta desordeira, embriaguez pública e vadiagem, segundo os documentos policiais. Ela foi presa com fiança estipulada em US$ 5 mil.




Família acredita que vovô ‘viciado em Viagra’ teve 54 filhos nos EUA
Enteada descobriu traição do padrasto após sua morte no Arizona.
Ela encontrou frascos do produto e certidões de nascimento em sua casa.
Família descobre que Samuel Delbert Whitney pode ter tido 54 filhos (Foto:  Reprodução/YouTube/Michael85225) 

  A família de um americano que morreu aos 84 anos em Phoenix, no estado do Arizona,  acredita que ele teve 54 filhos. Segundo informações do jornal "NY Daily News", a enteada de Samuel Delbert Whitney descobriu, quando foi buscar alguns documentos, vários frascos de 100 miligramas de Viagra e uma pilha de certidões de nascimento no apartamento dele após sua morte.
  Lexie Woods agora procura, segundo o jornal, esses filhos e as mulheres com quem seu padrasto se relacionou "escondido" durante todo o tempo em que viveu. "O que queremos fazer é encontrar essas crianças e fazer com que eles saibam que eles têm uma família que os ama e que quer conhecê-las", disse Woods ao Daily News.
  Ao longo dos 17 anos em que o seu padrasto viveu com sua a mãe, Woods disse que ele nunca falou sobre os filhos que teve com outras mulheres.
  Whitney possuía um estaleiro e alguns bares, e a enteada Woods acredita que ele também estava envolvido em algumas práticas ilegais e, por isso, entrou em conflito com a lei local várias vezes. A enteada acredita que seu padrasto usava esses locais para se encontrar com as outras mulheres.
  Durante uma audiência no tribunal, Woods disse que encontrou dados de que seu padrasto seria pai de 42 filhos. Mas depois de falar com seus vizinhos, Woods acredita que o número poderia ser tão alto quanto 54, de acordo com o jornal.
  Ela sabe sobre pelo menos cinco dos seus filhos natos, mas não sabe quantos mais existem e, por isso, insiste em "encontrar seus irmãos". Apesar de suas falhas, Woods afirmou no tribunal que amava padrasto.







Compartilhe no Facebook Compartilhe no Tweeter Compartilhe no Google+ Inscreva-se no nosso Feed Voltar ao Início Image Map

Comente com o Facebook: